Thursday, September 22, 2005

Windows (Workflow+Communication) Foundation

Dois Três conteúdos de interesse:


Um vídeo disponível no TheServerSide.Net, com uma entrevista ao Scott Woodgate (PM do BizTalk Server) e ao Paul Andrew (primeiro autor do livro de WWF), sobre o Windows Workflow Foundation, efectuada pouco antes do PDC. A descrição está aqui.


Outro vídeo, disponível no Channel 9, com Scott Woodgate e "the team" (Abhay Parasnis e Paul Andrew), tem uma introdução ao WWF, e inclui uma pequena demo das potencialidades do WWF.


Também de muito interesse é um artigo novo, escrito pelo Vasters "que tem uma empresa como a Create" :-), com uma introdução ao Windows Conmunication Foundation/Indigo.


Muito interessantes, especialmente para quem não saiba nada sobre estas tecnologias. (ps: na minha modesta opinião, o WWF foi a grande novidade do PDC2005).


jota

Wednesday, September 21, 2005

PDC2005: DSL Tools

Podem recordar-se que há alguns dias atrás enviei um post sobre Domain Specific Languages (DSL) e Software Factories. Uma das apresentações mais interessantes que vi no PDC foi precisamente sobre a mais recente CTP das "DSL Tools" da Microsoft, disponibilizada para download durante o PDC (nota: esta versão, tal como de vários outros desenvolvimentos ainda não definitivos, só funciona com o VS2005 Beta2, não a testem com o VS2005 Release Candidate!). A apresentação foi feita por Jochen Seemann, que já tinha feito uma semelhante no TechED, e passou pelos vários passos de criação de uma DSL:



  1. Definir o modelo/semântica do domínio (entidades, relações, propriedades, etc.);
  2. Definir uma notação (shapes/decorators);
  3. Mapear a notação para o modelo do domínio.
    Neste ponto as ferramentas não conseguem fazer tudo (ex: lidar com double-clicks numa forma num diagrama, adivinhar que código gerar :-), etc.), pelo que para determinadas tarefas é necessário recorrer-se ao SDK. A geração de código é feita à-lá-ASP, com um motor de transformações chamado "t4" (no GAT era t3).

De seguida veio a demo da praxe, em que vimos que o produto virá com templates para modelar vários diagramas UML (!...), e uma "DSL Mapping Tool", para mapear entre vários pontos de vista de uma aplicação (vários diagramas em várias DSLs, com pontos de contacto).


Quanto ao futuro: o RTM deve ser no 1º trimestre de 2006, e uma versão 2 lá por altura do "Orcas", a versão so Visual Studio a seguir ao 2005, sendo ainda provável que pelo meio saiam actualizações.


Recordo que o melhor sítio para encontrar informação sobre DSL e Software Factories é este.


PS- A sessão chamou-se "TLN311 - Visual Studio 2005 Team Edition for Software Architects and Future Directions in Modeling Tools", e o PowerPoint ainda está disponível no site do PDC.

Monday, September 19, 2005

PDC2005: Os livros

A ida ao PDC foi também uma oportunidade para adquirir uma série de livros que tinha nos "favourites", entre clássicos e novidades, a bons preços. Apesar de não ser totalmente on-topic, deixo-a aqui:


A First Look at Sql Server 2005 for Developers, por Bob Beauchemin e outros (Addison-Wesley)
Agile Project Management - Creating Innovative Products, por Jim Highsmith (Addison-Wesley)
Asp.Net 2.0 - A Developer's Notebook, por Wei-Meng Lee (O'Reilly)
Design Patterns - Elements of Reusable Object-Oriented Software, pelo GoF (Addison-Wesley)
Microsoft Content Management Server 2002 - A Complete Guide, por Bill English e outros (Addison-Wesley) (oferta!)
Presenting Windows Workflow Foundation - Beta Edition, por Paul Andrew e outros (Sams Publishing) (oferta!)
Refactoring to Patterns, por Joshua Kerievsky (Addison-Wesley)
Rapid Development - Taming wild software schedules, por Steve McConnell (Microsoft Press)
Software Factories - Assembling Applications with Patterns, Models, Frameworks and Tools, por Jack Greenfield e Keith Short (Wiley)
Visual Studio Tools for Office - Using C# with Excel, Word, Outlook and Infopath, Eric Carter e Eric Lippert (Addison-Wesley)
Take Back Your Life - Using Outlook to Get Organized and Stay Organized -  Sally McGhee (Microsoft Press)
The Rational Guide To Sql Server 2005 Service Broker - Beta Preview, por Roger Wolter (Rational Press)
The Rational Guide To Sql Server 2005 Integration Services - Beta Preview, por Donald Farmer (Rational Press)


O que faltou? livros sobre Indigo/WCF, já que (ainda) só há o do Pallman, que me des-recomendaram.
Agora, só falta ler. :-)

Sunday, September 18, 2005

PDC2005: Microsoft, Interoperabilidade e Web Services

Doug Purdy, numa apresentação sobre XML, foi muito claro sobre o compromisso da Microsoft com a Interperabilidade e adopção de standards: "We really are commited to Interoperability. And do you know why? Because we believe it will allow us to sell more software." O argumento pode ser economicista, mas esse empenho é verdadeiro (basta ver o suporte aos standards ws-*).


Já num painel de discussão, moderado pelo Don Box, sobre "Web Services for the world" (isto é, WS's, disponibilizados ao público em geral na .Net), representantes do PayPal e da Amazon (Jeff Bar) descreveram as respectivas estratégias. Para a Paypal, a opção é por universalidade, pelo que procuram que os serviços de pagamento que disponibilizam sejam acessíveis por qualquer tecnologia cliente. Para isto, a opção foi pela distribuição de um SDK que permite esse acesso via Web Services, respeitando os requisitos de segurança da PayPal . Já para a Amazon, a opção é inversa: os seus serviços são disponíveis, directamente, mas de de duas formas apenas (POX sobre HTTP e SOAP), e quem quiser utilizá-los deve recorrer a um destes dois. A ideia é ter serviços que são muito simples de utilizar, e educar os seus clientes na sua utilização.
Nesta sessão esteve também presente um representante da Msn Search (Seth Dempsey), para falar da camada de WS's de pesquisa da Msn, lançados recentemente, que foi "provocado" pelo Don Box relativamente a esta mesma questão, e respondeu que os serviços são acessíveis por SOAP e como feeds RSS. Quanto ao suporte de outras formas de acesso, o mais provável é que se promova o seu desenvolvimento pela comunidade.


Outra questão interessante foi sobre versionamento, e as respostas foram curiosas: a PayPal distribui novas versões do SDK, o que na prática corresponde a multiplicar o problema por dois (versões de serviços+SDK). A Amazon simplesmente muda o URL/WSDL, cada vez que faz um upgrade, passando por exemplo para "/v3". O versionamento de Web Services/SOAP (por exemplo, para suportar contratos alterados) é um problema complexo, e esta solução é realmente a mais simples e pragmática.


A pessoa da PayPal referiu ainda que a maior parte dos clientes grandes/médios utilizam clientes em .Net ou Java, e que os pequenos comerciantes utilizam mais plataformas como Php, Python, algum .Net, e pouco Java. Por curiosidade, o PP está desenvolvido em C++. No mundo open source, o suporte para standards Ws-* é na realidade muito reduzido. Já o Jeff Bar referiu como problema, especificamente com hostings partilhados em plataforma Windows Server, o problema da instalação de certificados digitais por utilizador.


Em resumo, a mensagem é: fazer os interfaces e a forma de acesso o mais simples possível.

PDC2005: the end

O PDC acabou, e é altura de pensar sobre o que foi apresentado, e de que forma isso deve ou não alterar os rumos e desenvolvimentos em curso ou planeados. Em conversa com as outras pessoas do grupo (éramos 10 tugas), ficou uma sensação de "agora, regresso à vida real", onde há projectos para fazer em tecnologias que ainda são as actuais, investimentos a manter, retrocompatibilidades, etc. Relacionado com isto está o "não vamos estar a fazer xxx, se vem aí o yyy!" Um exemplo simples: quem vai fazer um motor de workflow hoje, em tecnologia Microsoft, para implementar por exemplo máquinas de estado, quando está para chegar o WWF, que até pode ser exposto em Indigo (ups, digo WCF)? Mas se não se fazem coisas, onde está a inocação, e o que se vai fazer até lá? São preocupações do presente.


Independentemente disto, a verdade é que se vivem dias muito tecnologicamente animados no mundo Microsoft. Já falei de novidades como o Linq, WWF e o BizTalk vNext, mas há muitas mais, desde o novo SharePoint e o Office 12, às novas DSL tools que acabaram de sair (não estou a encontrar o link no site) e que já modelam coisas como o próprio UML, o Vista numa build entre o Beta1 e o Beta2, os usos de RFID, P2P, People Near Me, o WCF ex-Indigo, o Longhorn Server, o WPF ex-Avalon, o WinFS, o Windows 2003 R2 com suporte para computação intensiva, o Windows Mobile 5, o VS 2005 Release Candidate que já levo comigo, o VSTO 3.0, etc.....


É muita coisa, mas não quereria estar noutro lado. Muitas das coisas só vão sair daqui a 1 ou 2 anos, mas valeu a pena a vinda, pela tecnologia, pela proximidade com o "coração da tempestade" (e em particular o "WELA", a tecnologia mais espectacular que vi no PDC - mas sobre isso não posso falar), e também pelo companheirismo entre as pessoas do grupo.


Nos próximos dias vou enviar outros posts sobre coisas que vimos por lá.

Friday, September 16, 2005

PDC2005: day three (parte 1)

Quando voltar para Lisboa envio posts sobre as sessões a que fui nos vários dias, mas agora quero só deixar um apontamento: fui ver uma sessão sobre o BizTalk “vNext”, ou seja, a versão que se seguirá ao BizTalk 2006 que será lancado no 1º trimestre de 2006, e fiquei absolutamente impressionado com as demos! Parte do que foi mostrado parecem ser “apenas” melhoramentos de usabilidade (no Mapper, por exemplo, a quantidade de evoluções é mt significativa), mas o além disto há um novo Solution Designer de utilização muito simples e intuitiva, as orquestrações serao substituidas pelo Windows Workflow Foundation (WWF) - ambos os mecanismos foram desenvolvidos pela mesma equipa (nota: as orquestrações antigas - ou seja, os actuais .odx - vao continuar a ser suportados), e na camada de transporte o Windows Comunication Foundation vai ter um impacto significativo (acho que todos, mesmo aqui, acham que Indigo era um nome muito melhor).


Ver estas coisas em eventos como o PDC tem destas coisas: o BizTalk 2006 ainda não saiu, e já apetece brincar com o vNext. :-) (podia tb falar do Linq, no C# 3.0, quando a .Net 2.0 só chega em Outubro, e etc.).


Sobre isto do BizTalk vNext, há um video no Channel 9 que podem achar interessante. Enjoy.

Wednesday, September 14, 2005

PDC2005: day two

Mais algumas novas : o dia comecou com 2 keynotes, tal como ontem. No primeiro, as novidades apresentadas incluíram o Windows Workflow Foundation (WWF), o novo motor de workflow disponivel para desenvolver aplicações (tanto human como system workflows), e totalmente configuravel por XML (o site é www.windowsworkflow.net), que é um espanto absoluto. Parece que há uma beta nos DVDs, e deve estar disponivel para download, suponho. Este tem um designer catita integrado no VS2005 (tipo DSL), mas também se pode fazer o XML a especificar as sequências/parallels/delays/etc. "à mao" em Xml (noutra sessão, o Don Box fez uma demo simples mas muito ilustrativa).


Outras 3 novidades referidas foram a suite Microsoft Express, que inclui o Acrylic (aplicação de desenho, tipo Macromedia Fireworks), o Sparkle (para animações e interactive design) e o Quartz, um novo web designer standards-compliant (o novo FrontPage?).


A terminar as novas do primeiro, falou-se do Visual Studio Tools for Aplications (VSTA), o novo VBA, para scripting/customização de aplicações. Interessante, também.


No segundo keynote falou-se principalmente do Office “12” e especificamente do novo SharePoint “v3”. Depois digo um pouco mais sobre isto. Ainda fui a uma sessao do novo Infopath “12”, cujos formularios agora podem ser vistos e preenchidos na web (incluindo Firefox!, Safari!, e dispositivos móveis :-)), e a outra sobre RFID (Radio Frequency Identification), que tem aplicações muito interessantes para lojas, armazéns, segurança, etc.


Depois volto aos temas de hoje, já a seguir (numa tarde com uma agenda cheia de temas a competir por presença) há uma sessão sobre customização do SharePoint v3 (site definitions, templates, etc.). Ate' logo.

PDC2005: day one

Muita gente deve ter visto o keynote do Bill Gates+Jim Allchin, que foi transmitido na net. Dessa sessão, infelizmente algo longa, para mim as grandes novidades foram o Office 12, que tem um modelo de interacção renovado (alem de estar baseados em novos formatos, xml, tambem eles muito interessantes), e muito especialmente uma coisa chamada “LINQ” (Language Integrated Query), que permite fazer queries a varias fontes de dados, de forma uniforme. Nao sei se isto tem a ver com o Comega ou C# 3.0, mas pode ser visto como um paralelo, para queries, ao que o Indigo faz para as comunicações. Pode fazer-se uma unica query (nota: escrita no codigo da nossa aplicação, como C# “normal”), que faz um join entre dados num XML, num array, num Sql Server, etc... absolutamente impressionante!


Também se viram bocados do Atlas (muito parecido com o Ajax.Net), que parece ter tido uma release hoje, e outras novidades no Vista, além de um pouco do que está sob o véu que ainda cobre o “sharepoint v3”, e que vai ser descoberto ao longo da semana.


Quanto às outras sessoes do dia, que acho o mais fraco comparando com os que ai vêm, estive em sessões sobre o Team Foundation Server, uma muito interessante - apesar de superficial - sobre P2P no Vista/Indigo (alias, para mim, isto do P2P vai ser mesmo grande, na visão da MS), em metade de uma sessão sobre o Groove, e a terminar numa sessao interessante sobre o novo formato XML dos documentos Office (docx, xlsx e pptx).


Também já levo comigo uma nova build do Vista (entre o beta1 actual e o futuro beta2), que vai substituir o beta1 que tenho instalado, entre varios DVD's com muitos gigas de novidade. Na quinta-feira parece q vai ser distribuida uma build do Vista Server, e consegui participar na oferta especial do i-mate Jarjar por cerca de USD 160 :-) Compare-se o preco no site da Expansys. Para uma máquina que corre Windows Mobile 5.0, tem Wi-Fi, GSM/GPRS (triband), 2 cameras, etc., é um excelente preço! :-)

PDC 2005 Stories: a chegada

À chegada aos EUA, na fila para a verificação de passaporte, alguem perguntou ao Zé Tó (aka Canoas) o que faz o Clemens Vasters, que passa muito tempo em evento à volta do mundo.


“O Vasters? Ele tem uma empresa, como a do jota.”


:-):-) (isto sim, um elogio)


Caso nao tenham visto ainda, a viagem estaá a ser documentada com fotos: vejam os albuns. :-)